quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Independência financeira - meu perfil

    Óbvio que IF é o sonho de todo mundo, seja um investidor ou não, e comigo não não é diferente!
   Sei que com o enorme patrimônio que tenho, estou looonge, beeemmm looonge disso acontecer, mas de alguma forma preciso começar a perseguir para conquistar esse objetivo.
    Vejo na finansfera o pessoal que investe em produtos de alto risco, definitivamente esse não é meu perfil. Ainda não sei nada sobre investimentos, já me achei muito ousada abrindo conta numa corretora e investindo em tesouro selic (pois é!), talvez isso seja porque vim de uma família que só sabe da existência da poupança, e nunca tivemos amplas conversas sobre finanças, uma pena. 
    Sem mais chororô, hoje eu tenho condições de buscar mais informação, mas a verdade é que grande parte do meu patrimônio (que se Deus quiser - e juntando meu esforço- irei construir) será construído com aportes, poupando mesmo. Sou cagona pra tomar risco, isso é um traço bem forte da minha personalidade.

     Meu plano para construir um patrimônio está dividido em algumas fases:

1- guardar 300 reais por mês enquanto não sou nomeada 

2- aumentar o aporte quando virar funcionária. Se meu "salário" for pelo menos 5k , pretendo aportar 50% (2,5k)

3- continuar estudando: fazer uma faculdade de direito para ter mais chance no judiciário e continuar estudando para concursos, só que num ritmo mais tranquilo

4- ascender para um cargo de 10k e aportar 7k

5- ter um filho quando chegar aos 500k de patrimônio, com isso o aporte diminuirá para 5k (mais ou menos- considerando que não terei esse filho sozinha!)

   Pode parecer meio apertado, pois não subirei muito meus gastos conforme melhorar na vida. É apenas um plano, pelo menos me dá um norte do que seguir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minhas posses!